Blog

Matriz News | Tudo que você precisa saber.

30.12.2015 Por Eliezer Santos

#Melhores2015 – Carlos Iqui

Carlos Iqui – S/s 180 to 5-0 | F. Mike Blabac

Sem dúvidas que o ano de 2015 foi um dos melhores para o Skatista da #FamiliaMatriz Carlos Iqui. Foram 3 video-partes reforçando a já conhecida fama de skatista “rueiro nato” – GoldGoons + DC Shoes De La Calle Da Rua + Simplesmente Skate – além de entrevistas, viagens, anúncios em revista, participação especial como amador no #MatrizSkatePRO2015, etc.. Tudo isso não tirou de Carlos Iqui a humildade pelas pessoas que o cercam, pelo contrario, trouxe ainda mais respeito e admiração de todos.

Para finalizar o ano, Iqui carimba uma amizade forte com o skatista Tiago Lemos, dividindo com ele uma entrevista para a Revista Transworld Skateboarding que você confere uma parte traduzida abaixo:
** Entrevista completa (em inglês) AQUI.
__

TWS. Quando e onde foi a primeira vez  que você viu Tiago Lemos andando de skate? Qual foi sua primeira impressão?
Carlos Iqui: Estava em São Paulo, em 2010. A primeira vez que o vi andar de skate foi incrível. Muitas manobras e um estilo único. Eu não o conhecia, mas eu tinha ouvido falar sobre ele por alguns amigos em comum. A maneira como ele anda é o jeito que ele é como pessoa. Uma inspiração para mim.

TWS. Quando você e ele andam juntos, quais os picos que costumam fazer uma sessão?
Carlos Iqui: Em 2015 andamos muito de skate juntos. Estivemos em muitos picos diferentes ao redor do mundo. Cada dia era um pico diferente. Sempre uma surpresa e uma boa vibe. Alguns pátios de escolas em Los Angeles, Skateparks, Cherry Park, Long Beach, Costa Mesa com alguns amigos do Brasil, etc.

TWS. Quais skatistas brasileiros você se inspirou para o seu crescimento?
Carlos Iqui: Eu comecei a andar de skate na Região Sul do Brasil (Porto Alegre), existe uma grande cena histórica e cultural por lá. Cezar Gordo, Marcus Cida, Guilherme Zolin, Rafael Russo, Rodrigo TX, Rodrigo Gerdal, foram alguns caras que vi e me inspirei.

TWS. Você em algum momento imaginou ser patrocinado ou andar de skate nos EUA?
Carlos Iqui: Quando eu comecei a andar, nem imaginava chegar aos EUA,mas depois de uns 10 anos consegui alguns patrocinios.Eu via como um sonho que gostaria de realizar, realmente tinha esse sonho de saber como era a vida por aqui (EUA).

TWS. Como você conseguiu os patrocínios aqui nos Estados Unidos?
Carlos Iqui: Durante 7 anos eu tive patrocinio de tênis pela DC Shoes Brasil. Robson Reco – Brandmanager DC no Brasil – fez uma pesquisa e viu meu nome entre alguns dos mais comentados na época. Depois de alguns anos, tive a oportunidade de organizar meu visto – a DC Shoes Brasil pagou por isso. Nos EUA, Jimmy que é team manager internacional da DC Shoes, me apoioi e tudo aconteceu.

TWS. Você gosta de Campeonatos? Quais que você participou que mais gostou?
Carlos Iqui: Eu não tenho nada contra os campeonatos, só não são muito a minha preferência. O campeonato que acontece e que eu realmente gosto, acontece na minha cidade – Porto Alegre –  é o Matriz Skate PRO que rola na Skateplaza do IAPI. Gosto muito por ter meus amigos perto, minha familia também no pico que eu comecei a andar. Esse tipo de evento eu façø questão de participar.

Carlos Iqui – S/s Shovit F/s Nosegrind Reverse| Foto: Jr. Lemos | #MatrizSkatePRO2015 – Carlos Iqui participou de uma categoria especial para Amadores que estão se destacando na cena do Skate mundialmente.

TWS. Como foi andar com o time internacional da DC Shoes pela primeira vez? Você ficou intimidado em estar do lado de grandes lendas?
Carlos Iqui: Foi incrível pra mim! Isso foi em 2008 e eu nao falava nada de inglês. Wes Kremer, Matt Miller, Bjorn Johnston, Jani Laitiala, Sammy Winter, PJ Ladd e alguns outros estavam lá. Eu lembro de ficar um pouco nervoso e nao conseguir falar nada para eles, mas todos eram grande inspiração para mim. Wes Kremer é um GANGSTA. Eu nao sei explicar isso, mas lembro que ele me deixou extremamente confortável a todo momento, tentando me ensinar inglês e aprender a lingua portuguesa comigo e tudo isso me deixou mais tranquilo. Foram grandes momentos!

Cezar Gordo + Carlos Iqui

TWS. Você tem algum “mentor”? Algum profissional que te deu ou dá bons conselhos sobre vida e carreira?
Carlos Iqui: Tenho sim. Meu melhor amigo e também considero um pai para mim: Cezar Gordo. Ele é um dos donos da Matriz Skate Shop. Meu irmão mais velho me deu meu primeiro skate e o “Gordo” me deu o segundo e a oportunidade de conhecer muita coisa sobre o skate.

TWS. O que a palavra “Respeito” significa para você?
Carlos Iqui: Existe um ditado em português que vou tentar traduzir para vocês: Olhe para alguem nos olhos e tudo que disser, cumpra com o que foi dito.

 

Posts Relacionados

Saiba tudo que está rolando no blog da Matriz.

Siga a Matriz:
Desenvolvimento: MeClica.com